ASPECTO ANATÔMICO E FISIOLÓGICO DO CORPO HUMANO

 

 

 

SISTEMA ESQUELÉTICO

 

 

 

Trata-se de uma torre de ossos unidos por dobradiças e articulações, em um sistema tão admiravelmente equilibrado que permite correr, saltar e curva-se a despeito dos pés pequenos. Os 206 ossos do adulto fixam os músculos e protegem os orgãos vitais com grande variedades de formas e tamanhos.

Os ossos estão assim distriuidos: 32 ou 33 na coluna vertebral, 22 na cabeça, 24 costelas, 64 nos membros superiores, 62 nos membros inferiores, alguns ossos na região do ouvido e outros na região do torax.

As principais funções são: proteção, sustentação, local de armazenamento de ions de cálcio e potássio, além de um sitema de alavanca que movimentadas pelos músculos permitem os deslocamento do corpo, no todo ou em parte, e por fim local de produção de certas células do sangue.

Com relação a classificação dos ossos, eles podem ser:

a) longo - é aquele que apresenta um comprimento consideravelmente maior que a largura e a espessura. Exemplos são; fêmur, úmero, rádio, ulna e outros.

b) plano - é o que apresenta comprimento e largura equivalentes, predominando sobre a espessura. Exemplos são; ossos do crânio, como o parietal, occipital, frontal e outros.

c) curto - é aquele que apresenta equivalência das três dimensões. Os ossos do carpo e do tarso são excelentes exemplos

d) irregular - possui um morfologia complexa. As vértebras e o osso temporal são exemplos.

e) pneumático - apresenta uma ou mais cavidades, de volume variável, revestida de mucosa e contendo ar. Estas cavidades recebem o nome de seio.

f) sesamoídes - desenvolvem na substância de certos tendões ou da capsula fibrosa de certas articulações.